Com Gilberto Carvalho! FETAEMA lança Comitê Popular Rural de Luta

A FETAEMA lançou o Comitê Estadual Popular Rural de Luta, na terça-feira (19/07), durante a VI Plenária de Avaliação da Gestão Político-Sindical do MSTTR maranhense. O lançamento contou com presença do filósofo, Gilberto Carvalho, ex-ministro dos governos de Lula e Dilma.

No conjunto de comitês criados, a Federação tem mais de 100 distribuídos por todo o Estado. Com a finalidade em proporcionar o protagonismo dos trabalhadores e das trabalhadoras rurais, fortalecendo as pautas do campo.
Além disso, dentro da estratégia de ações, estão as rodas de conversas, reuniões presenciais e virtuais, além de articulação nos grupos de WhatsApp em suas bases.

Gilberto Carvalho no lançamento do Comitê

“O Comitê é sobretudo o fermento da massa. Ele existe para furar a bolha e procurar na base da solidariedade fazer um trabalho de organização”, explicou Gilberto Carvalho.

Com mais de 400 pessoas do sindicatos filiados a FETAEMA presentes, o lançamento foi marcado com muita festa e confraternização, com a expectativa de ampliação dos Comitês Rurais por todo o estado.

“A nossa intenção é criar um diálogo e debate direto com a base, olho no olho. Falar sobre o projeto político, econômico e social que valoriza e reconhece o papel da Agricultura Familiar e das demais populações segregadas e invisibilizadas pelos governos Temer e Bolsonaro. Reforçando a esperança de reconstrução do Brasil”, disse Angela Silva, presidenta da FETAEMA.

Para Edimilson Costa, diretor de Políticas Agrárias da FETAEMA e coordenador de um Comitê no município de São Raimundo das Mangabeiras, é fundamental que os Comitês possam ter continuidade para além das eleições deste ano. “Que seja uma estratégia de busca por políticas públicas e inclusão social. Que seja um espaço de luta e resistência”, enfatizou.

O evento também contou com a presença do pré-candidato ao governo do Maranhão, Weverton Rocha, o pré-candidato a deputado estadual, Chico Miguel, o pré-candidato a deputado federal, Jefferson Portela e outras autoridades públicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.